segunda-feira, 17 de maio de 2010

29

Um desgosto tão grande, um assomo de nojo. Meu corpo cospe ter engolido o seu, e o que não te ofendo, é que não consigo chegar a tanto ridículo - mas queria. Antevejo meu primeiro repúdio social, e estou, de antemão, cansada de sequer saber que você existe.

quarta-feira, 12 de maio de 2010